sábado, 24 de outubro de 2015

Manutenção e limpeza exterior da associação Péd´Rios

Aproveitando uma manhã de sol com fumo das queimadas à mistura, aproveitei o dia para efectuar manutenção e limpeza do exterior da associação Péd´Rios com o corte da erva, giestas e fetos na qual aproveitei antes da chuva cair para cortar algumas placas em madeira para futura sinalização de novos trilhos na aldeia de Germil. 


Utilizando a nova maquina roçadora que a associação adquiriu a limpeza foi mais simples. A maquina com toda a sua força e bem conduzida conseguiu desbastar as potentes giestas e ervas daninhas do exterior da associação. 




Entrada principal da associação Péd´Rios 
Local onde as giestas foram mais agressivas de cortar
Vista da serra Amarela em plena queimada "descontrolada" que assustou alguns habitantes de Germil


Corte de placas em madeira para futura sinalização de trilhos em Germil. 

No final dos trabalhos a chuva fez-se sentir, a queimada acabou por se apagar e os trabalhos foram dados como terminados.

Saudações montanheiras
Carlos Moreira

Fotos e texto de Carlos Moreira 

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Festividades Nossa Senhora da Penha de França - Germil 2015

Durante os dias 26 e 27 de Setembro foi celebrada a festa de Nossa Senhora da Penha de França na aldeia de Germil, que uma vez mais contou com a presença dos habitantes, emigrantes e pessoas de aldeias vizinhas. 

Também tivemos o prazer de receber em Germil escuteiros do agrupamento 662 de Vila Nova de Sande - Guimarães que aproveitaram o fim de semana para percorrer a PR de Germil onde colaboraram  em várias actividades incluindo nas festividades da Nossa Senhora da Penha de França. 


Nossa Senhora da Penha de França

Nossa Senhora da Penha de França ou Nossa Senhora da Penha é um dos nomes que recebe Maria, mãe de Jesus, que acreditam os católicos, apareceu à Simão Vela no norte da Espanha, numa serra chamada Penha de França. Lá, sua festa é comemorada no dia 8 de Abril. Em Germil ocorre no ultimo fim de semana de Setembro.


Partilho assim convosco algumas fotos das festividades e textos da história da Nossa Senhora da Penha de França....



Existia no norte da Espanha uma serra muito alta e íngreme chamada Penha de França, na província de Salamanca, na qual o Rei Carlos Magno teria lutado contra os mouros.


Por volta de 1434, segundo algumas fontes históricas no dia 19 de maio, certo monge francês sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no topo de uma escarpada montanha em razão de uma guerra entre os franceses e muçulmanos, na qual os católicos escondiam suas imagens para não serem destruídas, cercada de luz e acenando para que ele fosse procurá-la. Simão Vela, assim se chamava o monge, durante cinco anos andou procurando a mencionada serra, até que um dia teve indicação de sua localização e para lá se dirigiu.





Após três dias de intensa caminhada, pela razão de segundo ele próprio, em seus êxtases ouvir sempre a advertência divina: "Simão, vela e não durma!" (pelo que passou a adoptar o sobrenome de Vela, como ficou conhecido), escalando penhascos íngremes, o monge parou para descansar, quando viu sentada perto dele uma formosa senhora com o filho ao colo que lhe indicou o lugar onde encontraria o que procurava. Auxiliado por alguns pastores da região, conseguiu achar a imagem que avistara em sonho.





A imagem comum do título é a do viajante a cavalo, atacado por uma cobra e salvo por um lagarto. No alto vê-se Nossa Senhora da Penha com o Menino Jesus no braço esquerdo e a mão direita estendida segurando às vezes um ceptro. Esta representação da Virgem Maria é geralmente em pinturas, pois as esculturas mostram somente Maria com o Menino ao colo.




Procissão das velas

Um tempo após a famosa batalha de Alcácer-Quibir, uma peste assolou Portugal e como a Espanha se livrara do flagelo graças à intervenção de Nossa Senhora da Penha de França, o Senado da Câmara de Lisboa prometeu à Mãe de Deus construir um grandioso templo, se ela livrasse a cidade da moléstia. Extingui-se a epidemia quase subitamente, a Câmara mandou edificar magnífico santuário naquele local.





Este templo passou a atrair milhares de peregrinos e em certa ocasião um devoto, tendo subido ao alto dos penedos e vencido pelo cansaço adormeceu. Uma grande cobra aproximou-se para picá-lo quando um enorme lagarto saltou sobre ele despertando-o a tempo de matar a serpente com o seu bastão. Essa é a razão pela qual a imagem de Nossa Senhora da Penha tem aos pés um peregrino, a cobra e o lagarto.

Banda Verde Canto de Vila Verde que agradeceu em publico a colaboração da associação Péd´Rios na cedência da sua sede no jantar dos membros da banda

Povo de Germil nas danças folclóricas












Agradecimento da comissão dos festeiros 
Povo de Germil em convívio 



O merecido fogo de artificio

E assim se passou mais uma celebração da Nossa Senhora de Penha de França em Germil, acompanhados de um dia radiante de boa gente e muita festa.  

Saudações desportivas   
Carlos Moreira 

Fotos de Carlos Moreira 
Textos de Carlos Moreira e Wikipédia