sexta-feira, 25 de abril de 2014

Convívio Primaveril Germil - ADIADO para dia 01 de Junho 2014

Convite 

Convívio Primaveril Germil
Domingo 01 Junho 2014


Dia 01 de Junho das 16:30 às 20:00, a associação Péd`Rios organiza na sua sede em Germil  o "Convívio Primaveril 2014". 
O convívio estará aberto a todos os habitantes da aldeia de Germil e também aos habitantes das freguesias do município de Ponte da Barca.  
  
Mais uma vez no nosso convívio iremos dar musica e como entretenimento teremos animação com jogos tradicionais e o habitual churrasco e lanche de confraternização. 

Contamos contigo ! 


Saudações Montanheiras
A direcção 
Carlos Moreira 

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Montanheiros amigos Péd´Rios elaboraram travessia integral do PNPG

Durante os dias 18 a 21 de Abril do corrente ano, 7 montanheiros da zona norte de Portugal e amigos da associação / abrigo Péd´Rios Germil, elaboraram uma travessia integral do PNPG. O ponto de partida foi desde a aldeia de Castro de Laboreiro com o destino final Pitões das Júnias totalizando assim estes montanheiros 58 km de travessia a pé e com mochilas carregadas com material e comida suficiente para 4 dias de aventura.  

Carlos Moreira com o grupo de 7 montanheiros amigos Péd´Rios no ponto de partida da travessia
No dia anterior a partida alguns destes montanheiros ficaram a pernoitar no Abrigo Péd´Rios em Germil onde na manhã seguinte fizeram todos os preparativos para a carrinha Péd´Rios os levar ao ponto de partida e para os recolher 4 dias depois no ponto de chegada. 

Depois da travessia os montanheiros contaram que durante o percurso tiveram algumas dificuldades como atravessar rios, partes do trilho com vegetação e alguma chuva e frio principalmente no percurso até ao ponto mais alto nas minas de Carris. Com muita motivação e experiência conseguiram concretizar esta travessia que lhes deu a oportunidade de conviverem e apreciar paisagens deste nosso lindo Parque Nacional da Peneda Gerês. 

Mapa indicando o trilho elaborado pelos montanheiros amigos Péd´Rios Germil 
No final o presidente da associação / abrigo Péd´Rios ofereceu a cada montanheiro um crachá Péd´Rios e como devido e merecido os parabéns por esta aventura.

Saudações Montanheiras 
Carlos Moreira 

Foto de Pedro Jerónimo e mapa extraído do Google Earth  
Texto de Carlos Moreira 

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Péd´Rios recebe compasso pascal

Na passada segunda-feira dia 21, como manda a tradição, celebrou-se o compasso pascal em Germil. Desta vez não tivemos a oportunidade de contar com a presença do padre Custódio mas sim com o seu representante diácono de diocese de Braga. 

Igreja matriz de Germil 
Compasso Pascal é uma tradição cristã que consiste na visita casa a casa de uma paróquia (daqueles que a queiram receber) do Crucifixo de Cristo no dia de Páscoa ou nas semanas seguintes para celebrar a sua Ressurreição.  


Igreja matriz de Germil
Igreja matriz de Germil
Igreja matriz de Germil
Igreja matriz de Germil
Igreja matriz de Germil

Um pequeno grupo de paroquianos, com ou sem o seu pároco, liderados por um crucifixo que representa a presença de Jesus vivo, percorre várias casas de outros paroquianos que manifestem a sua vontade de receber a visita de Jesus Ressuscitado no dia de Páscoa.





Em cada uma das casas, após uma bênção inicial, os habitantes da casa visitada beijam a cruz de Cristo como demonstração de adoração.






A esta tradição associaram-se diferentes formas de receber essa visita. Ela é vista como uma forma de confraternização dos membros da comunidade paroquial com a oferta de de alimentos da quadra ou apenas uns minutos de repouso para o grupo itinerante. 









É também comum ser aproveitada para oferta de donativos pecuniários à paróquia (para pagamento de eventuais direitos paroquiais).

Associação Péd´Rios Germil 

Associação Péd´Rios Germil 
Associação Péd´Rios Germil 
Associação Péd´Rios Germil 
Durante o compasso todos os presentes tiverem a oportunidade de conviver, trocar sentimentos e emoções. De relembrar os seus antepassados e mais importante ainda de podermos brindar de um modo alegre e divertido. 

Saudações montanheiras
Carlos Moreira 

Fotos e textos de Carlos Moreira 

terça-feira, 22 de abril de 2014

Pascoa nas montanhas com amigos Péd´Rios

Caminhada na Serra Amarela 

Amigos da associação Péd´Rios aproveitaram as festas da Pascoa para caminharem e conhecerem locais mágicos da Serra Amarela e do planalto de Castro de Laboreiro. 

Carta topográfica serra Amarela 

Aproveitando o dia sol que se fez sentir no passado domingo e munidos do respectivo lanche nas mochilas, iniciamos uma das caminhadas desde a associação Péd´Rios em Germil. 

Vista da Serra do Gerês desde o alto da Carvalhinha (ponto mais elevado de Germil). 
A caminhada foi circular com uma extensão de aproximadamente 10 km com passagem pela aldeia de Cutelo, Cortinhas, alto da Carvalhinha terminando em Germil. 

Alto da Carvalhinha vista desde a associação Péd´Rios Germil
No final da caminhada aproveitamos para descansar na associação onde lanchamos e partilhamos momentos de boa disposição com mais planos para outras caminhadas. 

Caminhada Planalto de Castro de Laboreiro 

Esta caminhada no planalto de Castro Laboreiro surgiu de uma maneira diferente, foi uma surpresa que a aproveitamos da melhor maneira. 

Carta topográfica serra Amarela
Depois de ter transportado um grupo de 7 montanheiros, amigos da associação Péd´Rios para a aldeia de Marecos (fronteira da Ameixoeira) para efectuarem uma travessia de 58 km pela serra do Gerês, eu, o Pedro e a Sónia, os últimos montanheiros que restavam, não tínhamos qualquer plano do itinerário que iríamos fazer. Por surpresa quando saímos da aldeia de Marecos, apareceu-nos uma placa que indicava "PR Castro do Laboreiro 13km" olhamos e em segundos decidimos elaborar esta trilha que por sinal foi alongada para 25 km passando por locais mágicos de interesse cultural e paisagístico. 

Bico do Patelo 
O percurso teve inicio na aldeia de Marecos com passagem pela represa do rio Covas onde encontramos uma ponte medieval com o mesmo nome, pela corga dos Pereiros, Bico do Patelo, Castro de Laboreiro com regresso já tardio ao ponto de partida. 

Pedro, Sónia e Carlos 
E assim se passou o fim de semana da pascoa com caminhadas e boa companhia. 

Saudações montanheiras 
Carlos Moreira

terça-feira, 15 de abril de 2014

Domingo de Ramos 2014 em Germil

No passado domingo dia 13, como a tradição manda, celebrou-se em Germil o Domingo de Ramos. 


A bênção dos Ramos foi efectuada no largo do Pelourinho de Germil e presidida pelo nosso padre Custódio. Depois da bênção dos ramos os aldeões de Germil seguiram em procissão até ao interior da igreja matriz onde o padre Custódio celebrou missa. 

Habitantes de Germil escolhendo o seu raminho de oliveira

Domingo de Ramos é uma festa móvel cristã celebrada no domingo antes da Páscoa. A festa comemora a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, um evento da vida de Jesus mencionado nos quatro evangelhos canónicos (Marcos 11:1Mateus 21:1-11Lucas 19:28-44 e João 12:12-19).


D. Maria na sua missão de entrega de ramos de oliveira 

Em muitas denominações cristãs, o Domingo de Ramos é conhecido pela distribuição de folhas de palmeiras para os fiéis reunidos na igreja. Em lugares onde é difícil consegui-las por causa do clima, ramos de diversas árvores são utilizados.

Bênção de Ramos pelo padre Custódio 

Nos relatos evangélicos, a entrada triunfal de Jesus ocorre por volta de uma semana antes de sua ressurreição.
De acordo com eles, Jesus chegou montado em um jumento em Jerusalém e o povo, festivo, lançou seus mantos à sua frente, assim como pequenos ramos de árvores. A multidão cantou parte de um salmo (Salmos 118:25-26) — "Salva-nos agora, te pedimos, ó Javé; Ó Javé, envia-nos agora a prosperidade. Bendito seja aquele que vem em nome de Javé, Da casa de Javé vos abençoamos."

Bênção de Ramos pelo padre Custódio 

simbolismo do jumento pode ser uma referência à tradição oriental de que este é um animal da paz, ao contrário do cavalo, que seria um animal de guerra. Segundo esta tradição, um rei chegava montado num cavalo quando queria a guerra e num jumento quando procurava a paz. Portanto, a entrada de Jesus em Jerusalém simbolizaria sua entrada como um "príncipe da paz" e não um rei guerreiro.

Bênção de Ramos pelo padre Custódio 

Em Lucas 19:41, conforme Jesus se aproxima de Jerusalém, ele olha para a cidade e chora por ela (no evento conhecido como em latimFlevit super illam), já prevendo o sofrimento a que passará a cidade.


Em muitos lugares no Oriente Próximo antigo, era costumeiro cobrir de alguma forma o caminho à frente de alguém que merecesse grandes honras. A Bíblia hebraica (II Reis 9:13) relatam que Jeú, filho de Josafá, recebeu este tratamento. Tanto nos evangelhos sinópticos quanto o Evangelho de João reportam que a multidão conferiu a Jesus esta honraria.


Porém, nos sinópticos, o povo aparece lançando suas vestes e juncos cortados na rua, enquanto que em João, mais especificamente, menciona ramos de palmeira. Estes eram símbolos de triunfo e vitória na tradição judaica e aparecem em outros lugares da Bíblia (Levítico 23:40 e Apocalipse 7:9, por ex.). Por causa disto, a cena do povo recebendo Jesus com as palmas e cobrindo seu caminho com elas e com suas vestes se torna simbólica e importante.

Procissão 

A celebração do Domingo de Ramos começa em uma capela ou igreja afastada de onde será rezada a Missa. Os ramos que os fiéis levam consigo são abençoados pelo sacerdote. Então, este proclama o Evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém, e inicia-se a procissão com algumas orações próprias da festa, rumo à igreja principal ou matriz.

Procissão 

Em algumas cidades históricas como Ouro PretoPirenópolisResende Costa e São João Del Rei, esta procissão é acompanhada de banda de música. Ao chegar onde será celebrada a missa solene, a festa muda de carácter, passando a celebrar a Paixão de Cristo. É narrado o Evangelho da Paixão, e segue a Liturgia Eucarística como de costume.

Procissão 

O sentido da festa do Domingo de Ramos tratar tanto da entrada triunfal de Cristo em Jerusalém, e depois recordar sua Paixão, é que essas duas datas estão intensamente unidas. A Igreja recorda que o mesmo Cristo que foi aclamado como rei pela multidão no domingo, é crucificado sob o pedido da mesma multidão na sexta. Assim, o Domingo de Ramos é um resumo dos acontecimentos da Semana Santa e também sua solene abertura.

Procissão 

Missa 

Em muitas igrejas, as folhas de palmeira são guardadas para serem queimadas na Quarta-feira de Cinzas do ano seguinte. A Igreja Católica considera as folhas abençoadas como sagradas.

Missa 

Saudações pascoais 
Carlos Moreira 

Fotos de Carlos Moreira 
Textos: Fonte wikipédia e Carlos Moreira