domingo, 28 de dezembro de 2014

Veteranos da Moita do Clube de Rugby da Bairrada pela Serra Amarela através da GR34

Durante o fim de semana 27 e 28 de Dezembro 2014, 11 elementos do Clube de Rugby da Moita percorreram a maior parte do percurso da GR34 da Serra Amarela pernoitando no Abrigo Péd´Rios. 


Montanheiros do Clube de Rugby da Bairrada em Abrigo Péd´Rios 
Carlos Dias, veterano do clube de Rugby da Bairrada escolheu o nosso Abrigo Péd´Rios em Germil - Ponte da Barca para pernoita dos participantes do clube que percorreram parte da GR34 em duas etapas.

Devido a alguns problemas técnicos durante o percurso que obrigou aos nossos montanheiros a chegar mais tarde que o previsto a aldeia da Ermida, conseguiram mesmo assim, percorrer no primeiro dia 19 km da GR34 desde Vilarinho da Furna até a Ermida onde tiverem a oportunidade de contemplar paisagens únicas da nossa serra Amarela e acompanhados por um final de tarde que ameaçava chuva e muito frio. 

A chegada ao Abrigo Péd´Rios foi um dos pontos de celebração desta aventura onde os montanheiros aproveitaram para tomar banho e reestabelecer forças num jantar cheio de boa disposição onde aproveitaram para planear a etapa final da GR34. 

Hoje bem cedinho e acompanhados de um forte nevoeiro nos primeiros 3 km do trilho que liga Germil a aldeia de Cutelo, estes montanheiros não desistiram e seguiram entre uma neblina que mais tarde lhes ofereceu um dia repleto de sol com uma brisa fresca da serra Amarela em pleno inverno na serra do Gerês.

A segunda etapa foi superada com sucesso pelos nossos montanheiros que muitas saudades deixam ao nosso Abrigo e que os esperamos assim numa próxima oportunidade para conhecerem mais locais mágicos da nossa serra Amarela. 

Links úteis: 



Saudações montanheiras 
Carlos Moreira 

Fotos e texto de Carlos Moreira   


sábado, 13 de dezembro de 2014

Trilho da Aldeia - Germil - Ponte da Barca

Na passada segunda feira dia 8 de Dezembro por iniciativa da associação Péd´Rios com a colaboração do Sr. João Pereira da Junta de Freguesia de Germil, foram colocados postes e placas de um novo trilho interpretativo em Germil na qual foi baptizado por "Trilho da Aldeia". 


As placas colocadas são de madeira de pinho envernizadas com letras gravadas a baixo relevo pintadas a branco para dar mais realce a estas simples placas artesanais e de baixo custo. 
  

Ao todo foram elaboradas 9 placas com os seus respectivos postes que foram colocadas ao longo do "Trilho da Aldeia" com o objectivo de dar aos visitantes a oportunidade de conhecerem locais mágicos da nossa aldeia de montanha. 


O "Trilho da Aldeia" é circular com uma extensão de 2.48 km com uma dificuldade técnica fácil. 

Perfil Topográfico do "Trilho da Aldeia" - Fonte Wikiloc
Mapa 3D do "Trilho da Aldeia"- Fonte Google Earth
Inicio do "Trilho da Aldeia" frente a igreja matriz de Germil


Sr João Pereira colocando uma das placas na fonte da aldeia.


Colocação de placa no lugar do Barreiro 
Ficam aqui algumas fotos do "Trilho da Aldeia" 












A nossa associação dispõe de monitores de pedestrianismo que te poderão ajudar e recomendar trilhos na montanha. Locais de interesse cultural e paisagístico em Germil e na Serra Amarela.   

Não hesites em contactar.

Saudações montanheiras 
Carlos Moreira 

Fotos e texto Carlos Moreira  




domingo, 7 de dezembro de 2014

Símbolos Místicos em Germil

Numa das minhas conversas com os habitantes de Germil (desta vez sobre actos de bruxaria em Germil e em aldeias vizinhas) fiquei a saber que numa das ruelas de Germil existe uma portada de uma antiga casa (agora em ruínas) com uma variedade de símbolos místicos gravados na sua madeira.

Estes símbolos, para a maior parte dos habitantes de Germil, estão associados ao satanismo ou a actos de bruxaria com histórias e lendas de raiz mística de uma aldeia remota na montanha.

Com esta minha descoberta pedi a um habitante de Germil para me levar ao local onde se encontram os tais símbolos para poder registar em fotografia e analisa-los através da Internet pois os meus conhecimentos sobre estes símbolos não são suficientes para poder interpreta-los a primeira vista.

A portada mais misteriosa de Germil
Quando cheguei ao local reparei de imediato com um pentagrama. Ao pentagrama são atribuídos vários significados esotéricos. O pentagrama é uma estrela composta por cinco rectas e que possui cinco pontas. Na língua portuguesa, pentagrama significa uma palavra com cinco silabas. Também é, em música, as cinco linhas paralelas que compõem a partitura.   


Através da minha pesquisa, este pentagrama estará associado à religião pois na mesma portada existem outros símbolos que assim o comprovam. Para os pagãos, cada ponta do pentagrama representa um dos Cinco Elementos da Natureza: ArFogoÁguaTerra, e um espírito que a todos coordena.
Além do seu significado primordial, dos cinco elementos, o pentagrama também representa o corpo humano (os 4 membros e a cabeça). Para alguns o pentagrama passa ainda a ser conhecido como "estrela do microcosmo" (pequeno universo), que simboliza o mago dominando o espírito sobre a matéria, inteligência sobre instintos, mente sobre o corpo.
O pentagrama que encontramos nesta portada é invertido (com duas pontas para cima), significa a verdade sobre o fato de o Espírito ser apenas uma faceta da matéria. Pode-se observar também que o pentagrama com duas pontas para cima aparecia, como um dos símbolos da Baphomet (que é um termo originalmente usado para descrever uma divindade supostamente adorada pelos Templários, e, posteriormente, incorporado em tradições místicas ocultas desiguais). Assim sendo, o pentagrama invertido possui significados paralelos.
O sol também é um dos símbolos representados nesta portada que junto ao pentagrama nos poderá levar também a associar estes símbolos com a arte da maçónica que no meu parecer não deverá ser o caso pois não existem relatos desta arte na aldeia de Germil a não ser os mitos satânicos que pouco influenciaram os seus habitantes.

Numa das fachadas da portada encontramos novamente a representação do sol acompanhado com um coração torcido que na maior parte das representações, esta associada ao espírito santo.


Por baixo do coração também encontramos outro símbolo desta vez com quatro pontas que possivelmente será a marca do desconhecido autor desta portada recheada de símbolos algo misteriosos. 



Na ultima fachada encontramos mais dois símbolos, um símbolo que a primeira vista transmite-nos para uma custodia com a cruz de Cristo mas que visto ao pormenor representa o sol com um olho e no topo uma cruz que simboliza a união planetária, construção da Aldeia Global é o novo nascimento do planeta Terra com a união sem fronteiras, acima de credos, cor e raça. Simboliza também a paz universal dentro da nova era.  


Por final encontramos outro símbolo pouco definido que nos leva a entender um candelabro com uma chama que poderá também simbolizar a criação da luz que entre outras instituições iniciáticas, místicas, esotéricas, filosóficas ou religiosas, o fogo, a chama e a luz são símbolos de profundo significado. 


Outro pormenor desta portada é a tranca da mesma que ao comparar com as tradicionais trancas das portadas das casas de Germil esta se destaca pela sua diferença. 



Saudações montanheiras 
Carlos Moreira 

Fotos de Carlos Moreira 
Texto adaptado por Carlos Moreira 
Fonte: Wikipédia, Dicionário Porto Editora

domingo, 30 de novembro de 2014

Montanheiros do Grupo Caminhar em Portugal pelo Trilho da Serra Amarela GR34

Durante o fim de semana 16 montanheiros do Grupo Caminhar em Portugal percorreram os 36 km do Trilho Interpretativo da Serra Amarela designado por Grande Rota GR34.

Vítor Vieira, membro do Grupo Caminhar Portugal , escolheu o Abrigo Péd´Rios em Germil como "campo base" para pernoita dos 16 participantes do grupo que em duas etapas percorreram o Trilho Interpretativo da Serra Amarela acompanhados de um fim de semana recheado de sol e lindas paisagens.  

Foto Grupo em Abrigo Péd´Rios 
A primeira etapa (25km) do trilho teve partida desde a barragem de Vilarinho da Furna passando pelo cume da Serra Amarela, aldeia de Ermida terminando em Germil no Abrigo Péd´Rios. A segunda etapa (11km) teve inicio na aldeia de Germil com passagem por Cutelo, Casarotas terminando na barragem de Vilarinho da Furna.   

Trilho da Serra Amarela (fonte Adere PG) 

Perfil Topográfico (fonte Adere PG)
Caminhar em Portugal é o nome de uma plataforma online que tem como objectivo de proporcionar aos seus utilizadores a divulgação e participação em vários eventos  ligados a natureza através de actividades ao ar livre. 

Para mais informações sobre o Trilho Interpretativo da Serra Amarela e pernoita no Abrigo Péd´Rios poderás entrar em contacto com a nossa associação através do nosso e-mail. 

Saudações Montanheiras 
Carlos Moreira 

Texto de Carlos Moreira 
Foto grupo de Dorita