terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Penedo do Sino

Numa das minhas caminhadas de reconhecimento pela aldeia de Germil tive a oportunidade de conhecer no café da aldeia um rapaz nascido em Germil, conhecedor da serra Amarela desde pequenino, que me contou que numa das encostas da serra existe um penedo que ao tocar com uma pedra produz um som parecido a de um sino. 

À caminho do Penedo do Sino - Ponte da Relva (origem romana)
No café encontravam-se alguns habitantes que confirmaram que o penedo realmente "dá um som parecido com o sino da igreja" Fiquei curioso com este facto e combinei com o rapaz no dia a seguir uma caminhada até ao local para podermos tocar ao sino em plena serra Amarela. 

Penedo do Sino 
O Penedo do Sino é um penedo parecido aos milhares que podemos encontrar na serra Amarela, mas que para os habitantes de Germil, este penedo é especial pois "dá um som parecido com o sino da igreja". Em conversa com os habitantes tentei desvendar quem teria dado o nome ao penedo e quem o teria descoberto e a resposta foi simples "não sabemos mas que lá existe existe". 

O pequeno orifício no Penedo do Sino, revela um penedo oco que ao bater com uma pedra produz um som (eco).
Ao chegar ao local não hesitei e lá rastejei pelo penedo munido de uma pequena pedra a imitar um badalo e ouviu-se um ...dlim...dlom...o penedo emitiu o seu som granítico e curiosamente "parecido com o sino da igreja".  

Claro esta que para um geomorfólogo, trata-se simplesmente de um bloco granitico afeiçoado pelos agentes de meteorização sendo assim apenas um maravilhoso afloramento natural. 
De regresso à Germil pela calçada
E assim se passou um dia mais nesta maravilhosa e mágica serra Amarela. 


Se estiveres interessado em conhecer Germil e as serras que a rodeiam,  a nossa associação elabora visitas guiadas. 

Não hesites em contactar. 

Saudações montanheiras 

Carlos Moreira 





segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Recuperação e colocação de placas informativas

No inicio do mês de Janeiro, quando efectuava marcação de uma prova de orientação pela aldeia de Germil, reparei que 4 placas indicativas no lugar de Germil de Baixo, se encontravam derrubadas e fora do lugar. 


Em processo de recuperação e limpeza
A sinalética estava confusa, pensei nos visitantes e turistas que visitam Germil a tentar orientar-se, algo se tinha que fazer para resolver esta situação. 

Carlos, Nuno e Joel em trabalho de recuperação de placas informativas 
Na minha passagem pelo local, aproveitei para interrogar o Sr. Albino e o Sr. Miguel, (habitantes de Germil de Baixo que no momento se encontravam no lugar) de qual o sentido correcto das placas para possível recolocação, a resposta não tardou e lá conseguimos orientar-nos do sentido correcto das placas para possível recolocação. 

Placa informativa no seu devido lugar.  
Ao abandonar o local e enquanto me dirigia para a sede da associação Péd´Rios,  tive a ideia de falar com o presidente da junta de freguesia, Sr. João Pereira, propondo assim por  conta da associação a recuperação e recolocação das placas informativas com a ajuda do Joel Pereira e Nuno Lopes (habitantes de Germil). O Sr. João Pereira não hesitou e concordou com a iniciativa demonstrando-se também disponível para esta acção.  

Joel em trabalhos de recolocação de placas
Durante a nossa iniciativa, alguns habitantes de Germil de baixo, davam palpites do melhor local para colocação das placas mostrando-se assim algum entusiasmo com esta acção. 

Carlos em processo de marretada
Depois de 3 horas de trabalhos de recuperação e colocação de placas a missão foi dada como terminada dando agora assim possibilidade aos turistas e visitantes de uma correcta orientação aos locais mágicos desta remota aldeia de montanha.

Recolocação da placa da Quelha do Vale
Fica aqui um agradecimento e um forte abraço, ao presidente da junta de freguesia Sr. João Pereira pela sua disponibilidade, ao Joel e ao Nuno pela participação neste projecto de recuperação e recolocação das placas informativas de Germil de Baixo. 


Fotos de Filipe Correia

Saudações montanheiras 

O presidente 
Carlos Moreira