sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Paisagens de Germil - Ribeiro da Broca

Na semana passada, depois das fortes chuvas que se fizeram sentir na serra Amarela -  Germil, todos os rios e ribeiros da serra ganharam vida, dando assim oportunidade ao visitante de apreciar as maravilhosas cascatas e cursos de água cristalina da nossa serra Amarela. 

Cascata e fragas do Cavalinho 
Cascata do Cavalinho 
Como já tinha planos de visitar o ribeiro da Broca e toda a informação dos habitantes de Germil sobre o local a explorar, aproveite a "enxurrada" para registar o momento e "escalei" ribeiro acima para reconhecimento da zona envolvente ao ribeiro da Broca. 


Fragas do Cavalinho 

O ribeiro da Broca nasce na Corga das Mestras a aproximadamente 700 metros de altitude. Tem uma extensão de aproximadamente 1800 metros e desagua pela vertente sul no rio Germil na mistura de águas de Chão de Arcas.    




O acesso a cascata do Cavalinho é complicado, tanto para quem sobe pela margem esquerda ou direita do ribeiro da Broca. O principal factor de dificuldade é a densa vegetação que encontrei e a inclinação do terreno acentuada pela via que escolhi para chegar a este recanto magico da serra Amarela. Existem outras alternativas para chegar ao local e esperamos em breve poder sinalizar o caminho através de mariolas para facilitar o acesso aos visitantes. 




Ponte do Cavalinho 
Depois de passar o topo da cascata do Cavalinho o terreno torna-se mais acessível. Perto da ponte do Cavalinho encontra-se um trilho de pé posto que nos leva até a Corga das Mestras. Esta Corga rodeada por muros de pedra serviu como terreno para pastagem dos animais, também podemos encontrar uma pequena cabana em ruínas e uma Silla dos Ursos ainda em bom estado de preservação. 

Corga das Mestras 
Corga das Mestras 


Serra Amarela em todo o seu esplendor 

Depois de deixar a Corga das Mestras dirigi-me a ponte do Cavalinho tomando o caminho esquerdo do ribeiro na direcção sul com o objectivo de poder subir a fraga e captar uma imagem total da cascata do Cavalinho. Ao chegar a fraga deparei com a mesma coberta de agua e musgo escorregadio que tive que transpor com atenção redobrada numa tentativa frustrada de chegar ao topo. Registei algumas fotos da cascata mas não na sua totalidade pois o acesso assim não o permitiu. 

Cascata do Cavalinho vista do topo da fraga 
No caso de estares interessado em visitar este local a nossa associação elabora visitas guiadas ao local. 

Saudações Montanheiras 
Carlos Moreira 

Texto e fotos de Carlos Moreira 








    

Sem comentários:

Enviar um comentário