terça-feira, 24 de abril de 2012

Ribeiro de Chão da Ponte - Germil

O Ribeiro de Chão da Ponte em Germil tem a sua nascente na serra Amarela mais propriamente no prado do alto da Carvalhinha a uma altitude de aproximadamente 1086 metros e com aproximadamente dois quilómetros e meio de extensão. Este ribeiro desagua no estreito e florestal vale de Germil numa zona com o nome de Areeiro. Em conjunto com o ribeiro do Real e de Portomalho se forma assim o rio Germil.  

Um dos acessos ao Ribeiro de Chão da Ponte 

Desde a sede da nossa associação é possível visualizar o ribeiro de Chão da Ponte, principalmente as Lajes de Pôrtavense. Estas Lajes formam um pequeno precipício que dá origem a cascata e poças das Fechas. Chegar ao local não foi fácil pois o caminho encontra-se coberto de silvas e árvores caídas, dificultando assim o acesso aos menos aventureiros. 

Ponte em pedra na base da Laje de Pôrtavense 
Chegando ao ribeiro deparamos com um pequena ponte em pedra que nos tempos antigos
servia para aceder aos campos de cultivo e para passagem das cabras da aldeia. A ponte ainda se encontra em bom estado só necessita é de um limpeza local, não só no acesso ao caminho mas também em todo o seu percurso para assim ser mais fácil ao visitante aceder a este mágico e recôndito lugar. 

Lajes de Pôrtavense - Fechas 
Árvores derrubadas no leito do ribeiro pelo efeito do incêndio de 2009
Poças da Fecha

O objectivo da minha exploração ao ribeiro de Chão da Ponte foi de subir o ribeiro até as poças da Relva para encontrar as famosas Poldras ou Alpondras do ribeiro. Seguindo o ribeiro tive a oportunidade de observar as poças da Fecha com as suas águas cristalinas e com uma vegetação verdejante e primaveril. 


Poças da Fecha - Vale de Germil ao fundo

Poças da Fecha - Ao fundo à esquerda Germil e os campos do Quartel 
Poças da Fecha 
Poldras ou Alpondras no ribeiro de Chão da Ponte 
Poldra ou Alpondra é cada uma das pedras de uma pequena ponte destinada a peões sobre o leito de um riacho ou ribeiro. Neste troço do caminho o acesso é complicado pois as árvores derrubadas dificultam a passagem no local. Os locais já não utilizam esta passagem mas seria de todo conveniente limpar o local. 


Ribeiro de Chão da Ponte 
Depois desta caminhada de reconhecimento do Ribeiro de Chão da Ponte fiquei entusiasmado com o que vi e já estou a planear com gente da aldeia em efectuarmos uma limpeza aos caminhos de acesso a este agradável e mágico lugar. 

A nossa associação elabora visitas guiadas ao local. 

Saudações montanheiras

Carlos Moreira 

Texto e fotos de Carlos Moreira 


  


2 comentários:

  1. como é que se pode marcar uma visita a esse local?

    somos um grupo de cerca de 20 pessoas: o preço é por grupo ou por pessoa?

    qual a antecedência da marcação?

    cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde
    Para mais informações poderá contactar a associação através de e-mail para pederiosgeral@gmail.com.

    Obrigado

    Carlos Moreira

    ResponderEliminar