terça-feira, 10 de abril de 2012

Páscoa em Germil

Através do convite da D. Maria de Cutelo, na passada segunda-feira, tive a oportunidade de acompanhar o Compasso Pascal com a presença do pároco de Germil o Exmo. Padre Moisés e o seu grupo de paroquianos liderados pelo tradicional crucifixo, representando conforme o ritual, a presença de Jesus vivo. 


Como conta a tradição esta celebração cristã consiste na visita casa a casa de uma paróquia (daqueles que a queiram receber) do Crucifixo de Cristo no dia de Páscoa para celebrar a sua Ressurreição. 

O padre Moisés feliz e contente no final das celebrações    
Em Germil e nas aldeias vizinhas este ritual é um pouco diferente ao celebrado nas grandes cidades pois o Compasso percorre várias casas de outros paroquianos em forma de procissão. Depois da missa os habitantes se reúnem no exterior da igreja e seguem o Crucifixo até a próxima casa em que cada uma das casas, após uma bênção inicial, os habitantes como  a tradição manda, beijam a cruz e aproveitam para oferecer donativos pecuniários à paroquia.

Visita pascal na associação Péd´Rios 
O facto mais relevante neste compasso, foi de ter que cumprimentar as mesmas pessoas vezes sem fim, facto que originou risota que achei engraçado e fora do vulgar. Todos formavam fila indiana na entrada da próxima casa, as vezes cruzávamos e chocávamos uns contra os outros de forma a todos terem oportunidade de poder cumprimentar o anfitrião da casa e dar-lhe as boas festas.


Nesta correria pascal em todas as visitas, tivemos a oportunidade de poder celebrar o momento com um cálice de vinho do Porto, vinho, pão de ló, chouriço, salpicão, amêndoas e outras iguarias que deixaram Cristo, o padre, os paroquianos e os habitantes satisfeitos felizes e alguns demasiados contentes nesta celebração da Páscoa Cristã. 

O ultimo dos muitos brindes nesta manhã de Páscoa em Germil   
O meu obrigado a todos pela vossa alegria, amizade e hospitalidade. 

Saudações Montanheiras 

Carlos Moreira  

Sem comentários:

Enviar um comentário