terça-feira, 6 de março de 2012

Filão de Quartzo em Germil


 Filões de Quartzo 
Nas fracturas podem circular soluções aquosas quentes (fluidos hidrotermais), de origem magmática ou outra, permitindo a precipitação de minerais que, assim, constituem os chamados filões hidrotermais. Estes são, em geral, consideravelmente mais longos que espessos (tipicamente, 100 a 1000 vezes).

A circulação de fluídos enriquecidos em sílica permite a formação de filões e filonetes de quartzo, de ocorrência frequente na área do PNPG, sobretudo no granito de Gerês. Eles encontram-se, por vezes, a preencher zonas de falha. O movimento ao longo da falha provoca esmagamento do material silicioso, dando-lhe, dessa forma, um aspecto de brecha. Ao quartzo associam-se, por vezes, óxidos de ferro ou sulfuretos disseminados.


Filão de Quartzo em Germil 
O quartzo é o segundo mineral mais abundante da Terra (aproximadamente 12% vol.), seguindo-se aos feldspatos. Possui estrutura cristalina trigonal composta por tetraedros de sílica (dióxido de silício, SiO2), pertencendo ao grupo dos tectossilicatos. O seu hábito cristalino é um prisma de seis lados que termina em pirâmides de seis lados, embora frequentemente distorcidas e ainda colunar, em agrupamentos paralelos, em formas maciças (compacta, fibrosa, granular, criptocristalina), maclas com diversos pseudomorfos. É classificado como tendo dureza 7 na Escala de Mohs. Apresenta as mais diversas cores (alocromático) conforme as variedades. Sem clivagem, apresentando fractura concoidal. O nome "quartzo" é de origem incerta, sendo a mais provável a palavra alemã "quarz", que por sua vez será de origem eslava.
Os mineiros que trabalham na extracção de quartzo podem sofrer de uma doença denominada silicose.
Filão de Quartzo em Germil
Aplicações e utilizações
Areia para moldes de fundição, fabricação de vidro, esmalte, saponáceos, dentífricos, abrasivos, lixas, fibras ópticas, refractários, cerâmica, produtos electrónicos, relógios, indústria de ornamentos; fabricação de instrumentos ópticos, de vasilhas químicas etc. É muito utilizado também na construção civil como agregado fino e na confecção de jóias baratas, em objectos ornamentais e enfeites, na confecção de cinzeiros, colares, pulseiras, pequenas esculturas etc.

Algumas estruturas de cristal de quartzo são piezoeléctricas e usadas como osciladores em aparelhos electrónicos tais como relógios e rádios.

Filão de Quartzo em Germil
A nossa associação elabora visitas guiadas ao local. 

Saudações Montanheiras 

Carlos Moreira 

Fotos de Carlos Moreira 
Textos Fonte -  ICNB / DCT Universidade do Minho / Wikipédia 




Sem comentários:

Enviar um comentário