quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

O ressuscitar do Moinho de Portomalho

Em Agosto do ano passado numa das minhas caminhadas pela Serra Amarela tive o prazer de conhecer um pastor que me contou sobre a existência de "um magnifico e bonito Moinho de Rodízio" localizado em Germil bem na curva do Ribeiro de Portomalho que servia para a população moer o milho.


Local do Moinho ainda coberto por silvas e mato 
Depois do pastor me contar histórias bizarras sobre a utilização do moinho pelos habitantes de Germil, fiquei curioso com este facto e desloquei-me ao local para poder visualizar o moinho mas foi de todo impossível  pois o moinho estava coberto com silvas e mato, o pastor já me tinha avisado " se o conseguir ver será uma sorte". 

André Monteiro em trabalhos de limpeza
Desde o dia que tive conhecimento da existência do moinho, sempre que passava por Germil na curva do Ribeiro de Portomalho dizia aos meus acompanhantes "ali existe um moinho de rodízio só é pena os habitantes não limparem o local pois dizem que o moinho é bonito" 

Nuno e André na operação "Ressuscitar do Moinho de Portomalho"

A limpeza do moinho já andava na minha mente há algum tempo e após a inauguração da sede Péd`Rios em Germil passei a acção e perguntei ao Sr. António Danaia, proprietário do café e do único estabelecimento em Germil,  sobre o proprietário do moinho para possível limpeza e restauração. O Sr. António Danaia passou a informar que "são muitos os proprietários e que alguns estariam em França e que não seria fácil conseguir a autorização " 


Limpeza em curso com aparecimento da entrada do moinho

O Sr. António Danaia tinha razão quando disse que "não seria fácil conseguir a autorização " ainda bem que não disse "impossível" e com a ajuda do Sr. João Pereira e Sr. António Danaia, consegui saber o nome dos proprietários do moinho para poder falar com os mesmos sobre esta operação "Ressuscitar do Moinho de Portomalho" 

Aparecimento da torre e telhado do moinho 
A "reunião" com os proprietários e alguns representantes do moinho foi a porta do café da aldeia. Ao todo e pelo que pude perceber o moinho tem no mínimo 5 proprietários onde a passagem para alcançar o moinho pertence a outro proprietário. Depois de meia hora de esclarecimentos e após expor o pretendido pela nossa associação sobre a  operação "Ressuscitar do Moinho de Portomalho", todos os presentes concordaram e autorizaram a limpeza do moinho oferecendo assim ajuda e materiais necessários para esta acção. 

Limpeza da face norte do moinho 

De imediato e antes que os proprietários mudassem de ideia, contactei o André Monteiro (vice-presidente da associação Péd`Rios) e o Nuno (habitante de Germil) para iniciar os trabalhos da operação "Ressuscitar do Moinho de Portomalho". 

Munidos de uma roçadora, duas sacholas, dois ancinhos, uma forca e um alicate de poda iniciamos os trabalhos de limpeza.  

Ferramentas utilizadas para limpeza do moinho 

Depois de 5 horas de trabalhos o moinho "ressuscitou" toda a estrutura estava a descoberto. Notou-se alguma emoção da nossa equipa de limpeza, estávamos emocionados e satisfeitos com a nossa acção e como dizia o pastor "um magnifico e bonito Moinho de Rodízio" surgiu por entre a vegetação. 


O caudal assim desviado segue por uma caleira (ou levada)  
Moinhos de Rodízio 

O registo mais antigo que se conhece e que alude ao moinho de água de roda horizontal, encontra-se num epigrama de Antipratos de Salónica, o qual se presume date de 85 a.C.. Contudo, existem outros registos, nomeadamente arqueológicos, os quais apontam para a existência deste sistema na Dinamarca no século I a.C., e mencionado num poema na China do ano 31 da nossa era. Já relativamente ao moinho de água de roda vertical, é pela primeira vez mencionado por Vitrúvio numa obra datada de 25 a.C.. 


A roda horizontal à qual se chama rodízio, é composta por um conjunto de palas dispostas radialmente, as quais recebem a impulsão do jacto de água que nelas bate. A difusão deste tipo de engenhos hidráulicos foi muito rápida por toda a Europa, devido à profusão e características dos cursos de água aí existentes. 


Na época medieval a sua posse era essencialmente um privilégio dos senhores feudais, os quais cobravam pesados impostos a quem os utilizasse. O aumento da cultura dos cereais por parte de pequenas comunidades rurais, levou à crescente expansão principalmente dos moinhos de roda horizontal ou rodízio.

Sistema de Moagem 

Em Portugal, a introdução dos moinhos de água deve-se presumivelmente aos Romanos, sendo o moinho de rodízio aquele que mais se difundiu, principalmente nas regiões do norte do país. A sua utilização subsistiu até aos nossos dias e segundo o autor Jorge Dias, existiriam em Portugal no ano de 1968, cerca de 10.000 moinhos ainda em actividade, dos quais aproximadamente 7.000 seriam de água e destes 5.000 seriam de rodízio.


Sistema de moagem - Moega (gamelão), Quelha (telha), Tramela (cachorro) e mó.   
O edifício do moinho construído em pedra, à semelhança da maior parte dos moinhos tem dois compartimentos: o inferior onde trabalha o rodízio (compartimento esse conhecido por “inferno”) e o superior onde funciona o sistema de moagem e onde o moleiro passava a maior parte do tempo, dispondo apenas de duas aberturas: a porta de entrada virada a Nascente e uma janela voltada a Norte.

Entrada do moinho 

O trabalhos de recuperação ainda estão em curso, o rodízio do moinho infelizmente apodreceu mas já temos candidato para construção de um novo rodízio. Esperamos em breve poder ver a mó deste bonito moinho em acção de trituração do milho. 

A merecida placa local informativa 
Carlos, Nuno e André depois da limpeza do moinho 
Gostaria de deixar um agradecimento a todos os proprietários e pessoas envolvidas nesta operação "Ressuscitar do Moinho de Portomalho".  

Saudações Montanheiras 

Carlos Moreira 

Texto de Carlos Moreira 
Fonte: Livro de minha autoria “Moinhos e Moleiros de Cernache” editado em 2007 pela Câmara Municipal de Coimbra. 







1 comentário:

  1. Um belo trabalho sem dúvida. Parabéns por darem valores ao património.
    darasola

    ResponderEliminar